O DESEMPENHO AMBIENTAL DE COMPANHIAS BRASILEIRAS: UMA ANÁLISE DAS COMPANHIAS DO ISE

Neylane dos Santos Oliveira, Gilenio Borges Fernandes, Priscila Carvalho Santos Maia, Francimeire Barbosa Lima

Resumo


O objetivo desse estudo foi analisar o desempenho ambiental de companhias listadas no ISE no período de 2011 a 2013. Para tanto, foi necessário mensurar desempenho ambiental, o qual foi viabilizado com base no questionário ISE. Das 40 empresas que, em média, compõem o ISE anualmente, esse estudo contou com doze, as quais comporam a amostra geral da pesquisa. Os dados foram analisados descritivamente e os resultados apontam que o nível do DA das empresas pesquisadas tem apresentado uma tendência crescente, podendo ser explicado pela Teoria do Stakeholder. Essa investigação também sinaliza como importante a associação entre a atividade desenvolvida pelas empresas e seu comportamento com relação ao meio ambiente. O fato das empresas possuírem certificações de caráter socioambiental não influi consideravelmente no seu desempenho ambiental. Porém, ao analisar o porte, chega-se a resultados interessantes que apontam que a maioria das empresas de menor porte melhoraram seu desempenho ambiental ao contrário das de maior porte. Diante desses achados entende-se que essa pesquisa contribui para academia, as corporações e a sociedade em geral, pois fornece evidências empíricas do potencial da teoria do stakeholder em explicar a realidade brasileira no que tange a aspectos de RSC.

Palavras-chave


Desempenho Ambiental; Responsabilidade Social Corporativa;Teoria do Stakeholder.

Texto completo:

PDF/A


DOI: http://dx.doi.org/10.19177/rgsa.v5e12016352-370

R. gest. sust. ambient., Florianópolis.Universidade do Sul de Santa Catarina, Santa Catarina, ISSN 2238-8753 Licença Creative Commons
Este trabalho está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição 4.0 Internacional.