ASPECTOS SOCIOECONÔMICOS NA ATIVIDADE RURAL EM UMA MICRO-BACIA HIDROGRÁFICA

Myriam Angélica Dornelas, Anderson Alves Santos, Luis Cláudio Davide, José Luiz Pereira de Rezende

Resumo


O objetivo deste estudo foi identificar os principais limites e potencialidades sociais dos agricultores da microbacia dos Córregos São Pedro e Araras no município de Bambuí – MG. Para tanto foi realizado um estudo de caso exploratório e descritivo com coleta de dados por meio da aplicação de questionário semiestruturado a 70 produtores inseridos na microbacia. Obteve-se que as principais potencialidades sociais foram relativas às relações de confiança da comunidade e localização favorável. Na visão dos produtores os principais fatores limitantes, em relação aos sociais, ligados principalmente às condições das estradas e falta de apoio aos pequenos produtores (assistência técnica, informação sobre políticas públicas). Pode-se indicar algumas alternativas para revitalização de ordem social desta microbacia: as principais ações de cunho social que devem ser empenhadas são a respeito de conservação das estradas e informação aos produtores por meio da atuação de órgãos públicos. A principal alternativa socioeconômica sugerida é a associação dos produtores referente à cadeia produtiva a qual estão inseridos. Essa alternativa aproveita o capital social comunitário forte, presente na bacia.

Palavras-chave


produtores rurais; economia; sociedade.

Texto completo:

PDF/A


DOI: http://dx.doi.org/10.19177/rgsa.v6e12017166-192

R. gest. sust. ambient., Florianópolis.Universidade do Sul de Santa Catarina, Santa Catarina, ISSN 2238-8753 Licença Creative Commons
Este trabalho está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição 4.0 Internacional.