SABERES DOS FUNCIONÁRIOS DO MUSEU EMILIO GOELDI SOBRE A RECICLAGEM DE RESÍDUOS SÓLIDOS

Gabriel Pompeu Rosa, Gilma D Aquino, Maria de Lourdes Pinheiro Ruivo, Rosecelia Moreira Castro, Wilson Fernandes Ramos

Resumo


O Museu Paraense Emílio Goeldi instituiu em 2007 o Programa de Coleta Seletiva Solidária em cumprimento ao Decreto Lei (MPEG/CCTE, 2008). O programa tem como objetivo a separação seletiva dos resíduos sólidos recicláveis gerados pelas atividades administrativas e de pesquisa desenvolvidas pela instituição e sua correta destinação socioambiental, contribuindo para a inclusão socioeconômica dos catadores de matérias recicláveis, a fim de valorizar e fortalecer essa mão de obra por intermédio de associações e cooperativas além da gestão ecologica dos resíduos sólidos gerados na instituição. O objetivo deste trabalho foi conhecer quais coordenações do Museu Goeldi realizam a coleta seletiva e a reciclagem de seus resíduos sólidos. O projeto foi desenvolvido nas dependências do Museu Goeldi, somente no campus de pesquisa. Os dados foram coletados através da aplicação de questionário, previamente elaborado e foram analisados através da estatistica descritva. Os resultados obtidos indicaram que nem todas as coordenações estão realizando a coleta seletiva e reciclagem de seus resíduos, mostrando também um baixo conhecimento a respeito da reciclagem por parte dos funcionários, independentemente do nível de escolaridade. Dessa forma os resultados apresentados pelos funcionários direcionam suas 


Palavras-chave


Reciclagem; resíduos sólidos; coleta seletiva

Texto completo:

PDF/A


DOI: http://dx.doi.org/10.19177/rgsa.v5e22016829-842

R. gest. sust. ambient., Florianópolis.Universidade do Sul de Santa Catarina, Santa Catarina, ISSN 2238-8753 Licença Creative Commons
Este trabalho está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição 4.0 Internacional.