CONFLITOS PELO USO DA ÁGUA PARA A IRRIGAÇÃO, GERAÇÃO DE ENERGIA HIDROELÉTRICA E MANUTENÇÃO DO ECOSSISTEMA AQUÁTICO NO BAIXO TRECHO DO RIO SÃO FRANCISCO

Cássia Juliana Fernandes Torres, Micol Brambilla, Andrea Sousa Fontes, Yvonilde Dantas Pinto Medeiros

Resumo


Este artigo apresenta uma análise dos conflitos entre a geração de energia, a pesca, a agricultura de subsistência e a manutenção do ecossistema aquático a partir de cenários de vazão mínima defluente no baixo trecho do rio São Francisco. Para tanto, este estudo consiste em identificar conflitos, quantificar as demandas pelo uso da água e a construção e análise de cenários. Um dos principais conflitos se encontra nas regras de operação de reservatórios para atendimento à demanda energética com o meio ambiente aquático e os bens e serviços que ele oferece. O atendimento à demanda ambiental requer uma decisão da sociedade sobre o estado no qual o ecossistema deve ser mantido. Isso deve ser feito através de um processo de negociação que deverá resultar no Pacto de Gestão das Águas da Bacia, envolvendo estados, usuários e sociedade civil.

Palavras-chave


Conflitos; geração hidroelétrica; manutenção do ecossistema aquático.

Texto completo:

PDF/A


DOI: http://dx.doi.org/10.19177/rgsa.v4e02015195-210

R. gest. sust. ambient., Florianópolis.Universidade do Sul de Santa Catarina, Santa Catarina, ISSN 2238-8753 Licença Creative Commons
Este trabalho está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição 4.0 Internacional.