INFLUÊNCIA DE PARÂMETROS CONSTRUTIVOS NA EFICIÊNCIA ENERGÉTICA DE UMA EDIFICAÇÃO – ANÁLISE ATRAVÉS DE SIMULAÇÃO COMPUTACIONAL

Amanda Fraga Krelling, Ana Mirthes Hackenberg

Resumo


É visível o crescimento da demanda por projetos de edificações cujo foco abranja não apenas as necessidades fundamentais do homem, mas que compreenda a importância de promover eficiência aos ambientes, de forma a contribuir com a economia dos bens naturais. Neste contexto, é possível identificar uma série de fatores que exercem influência sobre conceitos diretamente ligados à eficiência de uma edificação, o conforto térmico e o consumo energético. Focando no âmbito da energia, este artigo avalia cinco fatores que exercem influência sobre o consumo em um edifício: a orientação da edificação; os materiais de paredes e janelas; a transmitância térmica da cobertura; a eficiência dos condicionadores de ar e a presença de proteções solares nas janelas. A inserção de isolamento térmico nas fachadas e na cobertura exerceu resultado relevante na diminuição do consumo energético dos condicionadores de ar; já as proteções solares nas janelas, destoando de resultados de outros autores, provocaram influência praticamente desprezível. Ao contrário do esperado, a alteração da orientação gerou uma diminuição de apenas 0,85%, considerando-se a pior para a melhor. A maior relevância foi a eficiência dos condicionadores de ar, cujo consumo energético variou cerca de 10,69% com a alteração da eficiência C para A. Os resultados, obtidos por simulação, foram comparados e demonstraram proporção com os parâmetros disponibilizados por outros estudos, o que traz maior segurança sobre os mesmos.

Palavras-chave


Eficiência energética; Parâmetros construtivos; Simulação energética.

Texto completo:

PDF/A


DOI: http://dx.doi.org/10.19177/rgsa.v4e02015211-232

R. gest. sust. ambient., Florianópolis.Universidade do Sul de Santa Catarina, Santa Catarina, ISSN 2238-8753 Licença Creative Commons
Este trabalho está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição 4.0 Internacional.