VARIAÇÕES MICROCLIMÁTICAS DE ÁREAS URBANAS EM BIOMAS NO ESTADO DE MATO GROSSO: CUIABÁ E SINOP

Ângela Fátima da Rocha, Diana Carolina Jesus de Paula, Natallia Sanches e Souza, Pablinne Cynthia Batista da Silva e Silva, Soneize Auxiliadora de Miranda, Tamara Zamadei, Adilson Pacheco de Souza, Nadja Gomes Machado, Flávia Maria de Moura Santos, José de Souza Nogueira, Marta Cristina de Jesus A. Nogueira

Resumo


O estado de Mato Grosso, com extensão de 906 mil km², possui importância significativa devido a variedade de biomas, entre eles, Cerrado e floresta Amazônica. Sabe-se que a vegetação tem grande influência nas características microclimáticas locais. Exposto isso, o objetivo geral deste estudo foi analisar as variações microclimáticas de áreas urbanas nesses diferentes biomas do estado de Mato Grosso. Foram obtidos dados de radiação solar, temperatura do ar e umidade relativa do ar de estações microclimáticas fixas nos municípios de Cuiabá e Sinop, distantes entre si em 500 km, no ano de 2014. As variações de radiação solar, temperatura e umidade relativa do ar entre as áreas seguem a mesma sazonalidade. As temperaturas máximas ocorrem em setembro em ambas as cidades, enquanto as temperaturas mínimas ocorrem em julho para Cuiabá e junho para Sinop. Com relação a umidade relativa do ar média mensal, ambas possuem sua máxima em abril e mínima em agosto. As diferenças de energia solar incidente nas localidades, são maiores dentre junho e agosto devido as variações de nebulosidade e aerossóis presentes na atmosfera. Portanto a urbanização intensa do município de Cuiabá influencia diretamente nas condições climáticas do local.

Palavras-chave


Vegetação; urbanização; sazonalidade.

Texto completo:

PDF/A


DOI: http://dx.doi.org/10.19177/rgsa.v4e02015246-257

R. gest. sust. ambient., Florianópolis.Universidade do Sul de Santa Catarina, Santa Catarina, ISSN 2238-8753 Licença Creative Commons
Este trabalho está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição 4.0 Internacional.