COMPETITIVIDADE DA CADEIA PRODUTIVA DO BIODIESEL NO ESTADO DA BAHIA: UMA ANÁLISE DOS FATORES AMBIENTAIS NA AGRICULTURA FAMILIAR

Marcelo Santana Silva, Ednildo Andrade Torres, Angela Machado Rocha, Ângela Maria Ferreira Lima, Leonard Fernandes e Silva, Dante Lowenthal Lopes Ferreira

Resumo


A preocupação com os problemas ambientais é inerente a todos os processos de geração de energia. Junto à estrutura de produção, as infraestruturas, em suas diversas etapas da cadeia produtiva, têm-se no biodiesel um duplo desafio de dar suporte ao mercado de energia e de responder satisfatoriamente aos impactos socioambientais, principalmente no que se refere a competição por alimentos em relação as matérias primas para a sua produção. Este trabalho tem como objetivo avaliar os fatores de competitividade com foco nas questões ambientais na cadeia produtiva do biodiesel da agricultura familiar no Estado da Bahia. Foi utilizado o referencial teórico baseado em pesquisa exploratória através de um levantamento bibliográfico e um estudo de caso no Estado da Bahia de algumas oleaginosas. Os impactos ambientais do biodiesel devem ser analisados em toda cadeia produtiva. Para as oleaginosas incluem as etapas da agricultura, beneficiamento, extração e refino do óleo, produção do biodiesel, distribuição e uso do combustível. Concluiu-se que, mesmo em uma condição não ideal de produção agrícola, o biodiesel no Brasil apresenta ganhos ambientais em relação aos combustíveis fósseis, contudo, pelo simples fato do biodiesel ser uma alternativa energética renovável, não é condição suficiente para torná-lo ambientalmente correto.


Palavras-chave


Biodiesel; Competitividade; Questão Ambiental

Texto completo:

PDF/A


DOI: http://dx.doi.org/10.19177/rgsa.v4e02015364-377

R. gest. sust. ambient., Florianópolis.Universidade do Sul de Santa Catarina, Santa Catarina, ISSN 2238-8753 Licença Creative Commons
Este trabalho está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição 4.0 Internacional.