SUSTENTABILIDADE RURAL: O USO DO BIOGÁS COMO ALTERNATIVA ENERGÉTICA PARA OS PRODUTORES DE LEITE

Matheus Vitor Diniz Gueri, Waldir Nagel Schirmer, William Gouvêa Buratto, Camilo Bastos Ribeiro

Resumo


O presente estudo propôs analisar o potencial de geração de biogás por meio da biodigestão anaeróbia dos resíduos orgânicos oriundos da atividade zootécnica produtora de leite utilizando ensaios de biodigestores de bancada. Os resíduos orgânicos foram coletados in loco nos vertedores de escoamento do estábulo, portanto, consistem de uma mistura de fezes, urina e águas de lavagem. As análises físico-químicas consistiram no monitoramento dos seguintes parâmetros: DQO, pH, Alcalinidade, Umidade, Sólidos Totais e Voláteis, antes e depois do processo de biodigestão (em batelada). Para o experimento, utilizaram-se reatores com volume de 250 mL cada, ambos incubados com 50 mL de resíduos de bovinos leiteiros da raça Holandesa, permanecendo 25 dias sob a temperatura constante de 32°C. As pressões internas dos frascos foram monitoradas diariamente e convertidas em termos de geração de gás média acumulada, nas CNTP. O resíduo apresentou elevada carga orgânica, evidenciada pela DQO de 51.671 mg O2.L-1. A biodigestão anaeróbia proporcionou uma redução na DQO de 48,8% após os 25 dias de experimento. Obteve-se a geração média acumulada de 141,8 mL de biogás, para os 25 dias de experimento; já em termos de sólidos voláteis reduzidos, obteve-se o valor de 575,22 NmL.gSVr-1.


Palavras-chave


biogás; digestão anaeróbia; energias renováveis

Texto completo:

PDF/A


DOI: http://dx.doi.org/10.19177/rgsa.v4e02015288-301

R. gest. sust. ambient., Florianópolis.Universidade do Sul de Santa Catarina, Santa Catarina, ISSN 2238-8753 Licença Creative Commons
Este trabalho está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição 4.0 Internacional.