POTENCIAL DENDROENERGÉTICO DE COMBUSTÍVEIS SÓLIDOS DE EUCALYPTUS GRANDIS

J. G. Teleken, G. Bonassa, L. T. Schneider, E. I. B. Parisotto, A. F. De Oliveira

Resumo


A utilização de combustíveis fósseis ainda é o grande pilar de sustentação da atual matriz energética mundial, porém devido a questões ambientais relacionadas ao efeito estufa, emissões de CO2 e mudanças climáticas, juntamente aos impasses econômicos associados aos preços do petróleo, tais combustíveis vêm sendo substituídos por demais fontes de energias renováveis, onde pellets e materiais carbonizados de biomassa são vistos como alternativas para a geração de energia. A peletização consiste em comprimir a matéria-prima, onde a lignina serve como aglutinante e a carbonização ocorre em atmosfera inerte, havendo degradação parcial da matéria. Assim sendo, o presente trabalho objetivou análises de pellets de eucalipto e dos mesmos carbonizados analisando os teores de: umidade, carbono, voláteis e cinzas, de ambos os materiais, comparando suas propriedades e afirmando o poder dendrocombustível. Após a carbonização o teor de carbono do material teve um aumento de quatro vezes, com redução de voláteis e umidade, o que é vantajoso para o processo de combustão e geração de energia térmica.


Palavras-chave


Dendroenergia; eucalipto; pellets; carbonização

Texto completo:

PDF/A


DOI: http://dx.doi.org/10.19177/rgsa.v4e02015523-531

R. gest. sust. ambient., Florianópolis.Universidade do Sul de Santa Catarina, Santa Catarina, ISSN 2238-8753 Licença Creative Commons
Este trabalho está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição 4.0 Internacional.