ANÁLISE DA SENSIBILIDADE DO RTQ-C QUANTO À VARIAÇÃO DA DENSIDADE DE CARGA INTERNA NAS ZONAS BIOCLIMÁTICAS BRASILEIRAS 1, 4 E 7

Mariane Pinto Brandalise, Eduardo Grala da Cunha

Resumo


O RTQ-C, Requisitos Técnicos da Qualidade para o Nível de Eficiência Energética de Edifícios Comerciais, de Serviços e Públicos, define metodologias de classificação do nível de eficiência energética das edificações em cinco níveis. A avaliação pode ser feita através de dois métodos: o método prescritivo, e o método de simulação. A pesquisa tem como objetivo analisar a sensibilidade do método prescritivo do RTQ-C, quanto à variação de densidade de carga interna (DCI) de equipamentos em edifícios de escritórios, na zona bioclimática 1, 4 e 7 do zoneamento bioclimático brasileiro. Foram analisadas três densidades de carga interna, a utilizada para o desenvolvimento do RTQ-C, e outras duas de acordo com a norma ASHRAE (2009). Os resultados da pesquisa demonstram que a DCI utilizada para o desenvolvimento do RTQ-C é menor que a DCI média de equipamentos adotada pela ASHRAE (2009). Portanto, gera pouco calor interno e a envoltória com maior transmitância térmica apresenta o maior consumo energético por estar recebendo calor do meio externo. O baixo valor adotado na DCI não possibilita uma análise real da eficiência energética dos limites de transmitância térmica para paredes e coberturas adotados pelo RTQ-C para todas as zonas bioclimáticas brasileiras.

Palavras-chave


Eficiência energética; RTQ-C; edifício de escritórios; densidade de carga interna

Texto completo:

PDF/A


DOI: http://dx.doi.org/10.19177/rgsa.v4e02015542-555

R. gest. sust. ambient., Florianópolis.Universidade do Sul de Santa Catarina, Santa Catarina, ISSN 2238-8753 Licença Creative Commons
Este trabalho está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição 4.0 Internacional.