RECICLAGEM DE RESÍDUOS SÓLIDOS URBANOS EM FLORIANÓPOLIS/SC: um estudo de caso

Luisa Caurio Rodrigues, Solange Regina Marin, Samia Mercado Alvarenga

Resumo


O presente trabalho tem como objetivo estimar os benefícios econômicos, sociais e ambientais que a reciclagem de resíduos sólidos urbanos propicia para o município de Florianópolis, no Estado de Santa Catarina. Para tanto, utilizou-se a metodologia de valoração ambiental indicada por Motta (2006), que obtém o Beneficio Líquido Social do Reaproveitamento (BLSR) advindo da reciclagem dos principais materiais presentes nos resíduos coletados. Dessa forma, verificou-se que o valor do BLSR médio estimado pelo preço de mercado não reflete o verdadeiro custo de oportunidade. Além disso, o estudo demonstra que a sociedade de Florianópolis poderia ter um ganho de R$ 32 milhões se todos os resíduos passíveis de reaproveitamento enviados para o aterro sanitário fossem encaminhados para a reciclagem. Contudo, apenas 13% desse valor são atualmente realizados. Apesar do custo elevado da coleta seletiva na cidade, comprovou-se que a reciclagem gera diversos benefícios e ganhos econômicos.

Palavras-chave


Benefício Líquido Social do Reaproveitamento. Reciclagem. Resíduos Sólidos Urbanos

Texto completo:

PDF/A


DOI: http://dx.doi.org/10.19177/rgsa.v6e12017470-486

R. gest. sust. ambient., Florianópolis.Universidade do Sul de Santa Catarina, Santa Catarina, ISSN 2238-8753 Licença Creative Commons
Este trabalho está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição 4.0 Internacional.