SUSTENTABILIDADE ECONÔMICO-AMBIENTAL nA PESCA ARTESANAL: um estudo de caso na praia da armação – Florianópolis/SC/Brasil

Tanes Kfouri, Rogério Santos da Costa, Renata Goulart Fernandes

Resumo


O objetivo deste artigo é analisar a sustentabilidade econômico-ambiental da comunidade pesqueira da Praia da Armação – Florianópolis/SC/Brasil, através de levantamento de dados sobre a quantidade de pescadores envolvidos, número e tipo de embarcações, e se o modelo de pesca utilizado na Praia da Armação consegue aliar sustentabilidade econômica e ecologica à localidade. A pesquisa se deu em duas frentes, uma bibliográfica e outra de levantamento de dados primários. A parte bibliográfica contemplará a discussão sobre peixes, tipos de pesca, produtos da pesca, valor do pescado, sustentabilidade econômica e ambiental. A coleta de dados primários foi organizada e realizada em torno de três sujeitos principais: a colônia de pescadores artesanais da praia da Armação em Florianópolis, a comunidade local e os restaurantes que ali se encontram. A maior constatação do trabalho é que esta atividade naquela região não se enquadra no conceito exposto de sustentabilidade econômico-ambiental, merecendo atenção de políticas públicas para que se reverta um quadro que pode resultar em degradação socioambiental no local. Ao final sugere-se ações de políticas publicas e de governança pública para a reversão ou minimização deste quadro.

Palavras-chave


Sustentabilidade econômico-ambiental; Biodiversidade marinha; Pesca artesanal na comunidade da Praia da Armação/Florianópolis; Ciências Ambientais.

Texto completo:

PDF/A


DOI: http://dx.doi.org/10.19177/rgsa.v6e22017328-350

R. gest. sust. ambient., Florianópolis.Universidade do Sul de Santa Catarina, Santa Catarina, ISSN 2238-8753 Licença Creative Commons
Este trabalho está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição 4.0 Internacional.