AS PREFERÊNCIAS REVELADAS DO CONSUMIDOR PARA RECUPERAR/PRESERVAR A CAATINGA

Iriane Teresa de Araújo, Celsemy Eleuterio Maia

Resumo


A presente pesquisa objetivou identificar a disposição a pagar da população pela Caatinga do município de Mossoró – RN para mantê-lo recuperada/preservada. Para tanto, utilizou-se o Método de Valoração Contingente (MCV) com estimação dos valores da Disposição a Pagar (DAP). Trata-se de um estudo quantitativo e descritivo em relação aos objetivos. A amostra comtempla aplicação de 150 questionários no município de Mossoró, este comportava questões semiestruturadas e objetivas. Os dados coletados foram compilados e analisados por meio de software estatístico, realizando regressão linear múltipla e aplicando o modelo logit, analise descritiva e o calculo da disposição a pagar total. O modelo observado foi compatível com o estimado pelo modelo, validando assim a presente pesquisa. Os resultados sinalizaram que 51,33% dos respondentes estão dispostos a pagar. A regressão logística revela que a variável “renda” com sinal positivo o que aumentam a probabilidade de o indivíduo estar disposto a pagar, e as demais variáveis “escolaridade”, “Reciclagem” e “Dano Ambiental” com sinal negativo na função de demanda, reduzem a probabilidade de disposição a pagar. Nesse sentido, tal resultado confirma a importância da caatinga revelada pelas preferências da população do município de Mossoró, que mostrou-se disposta a colaborar financeiramente com a recuperação/preservação da caatinga. Deste modo, este artigo finaliza indicando pesquisas futuras no intuito de responder as limitações apresentadas.


Palavras-chave


Economia Ambiental; Valoração Econômica Ambiental; Método de Valoração Contingente

Texto completo:

PDF/A


DOI: http://dx.doi.org/10.19177/rgsa.v8e22019155-174

R. gest. sust. ambient., Florianópolis.Universidade do Sul de Santa Catarina, Santa Catarina, ISSN 2238-8753 Licença Creative Commons
Este trabalho está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição 4.0 Internacional.