ÁREAS PROTEGIDAS PARA A CONSERVAÇÃO DOS MANGUEZAIS EM GUINÉ-BISSAU: ESTUDO SOBRE A IMPORTÂNCIA DO PARQUE NATURAL DOS TARRAFES DO RIO CACHEU

Antonio Correia Junior, Edson Vicente da Silva, Rodrigo Guimarães de Carvalho, Francisco Davy Braz Rabelo

Resumo


As áreas protegidas vêm sendo utilizadas para resguardar parcelas de ecossistemas em diversos países do mundo. Essa estratégia representa um contraponto ao avanço da exploração dos recursos naturais pelas atividades produtivas, cuja finalidade central é a proteção da biodiversidade. Essa pesquisa foi realizada em Guiné Bissau e teve por objetivo compreender a importância do Parque Natural dos Tarrafes do Rio Cacheu (PNTC) para a conservação dos manguezais de Guiné Bissau. Sabe-se que os manguezais são ecossistemas fortemente ameaçados em todo o mundo devido ao incremento das atividades produtivas no litoral incluindo portos, indústrias e cidades. No caso de Guiné Bissau, existe um uso predatório do manguezal que é realizado por populações que utilizam prática rudimentares. O PNTC visa equacionar os problemas e contribuir para a preservação do manguezal, porém, é preciso contextualizar como se desenvolve a política ambiental no país e a repercussão da área protegida para os habitantes e usuários dos recursos do manguezal.


Texto completo:

PDF/A


DOI: http://dx.doi.org/10.19177/rgsa.v8e22019123-154

R. gest. sust. ambient., Florianópolis.Universidade do Sul de Santa Catarina, Santa Catarina, ISSN 2238-8753 Licença Creative Commons
Este trabalho está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição 4.0 Internacional.