PRODUÇÃO CIENTÍFICA SOBRE GESTÃO AMBIENTAL NO BRASIL: UM ESTUDO BIBLIOMÉTRICO E DE REDES DE COAUTORIA

Clayton Robson Moreira da Silva, Diego Sampaio Vasconcelos Ramalho Lima, Ivaneide Ferreira Farias, Laís Vieira Castro Oliveira

Resumo


Este estudo investiga como se caracteriza a produção científica sobre Gestão Ambiental nas áreas de Administração, Ciências Contábeis e Turismo, utilizando o indexador eletrônico Scientific Periodicals Electronic Library (SPELL), no período de 2006 a 2015. Pesquisa de caráter quantitativo e descritiva em relação aos objetivos. Amostra composta por 215 artigos. Foram utilizadas técnicas de análise de conteúdo, análise bibliométrica, análise de correspondência múltipla (ACM), análise léxica e análise sociométrica no tratamento dos dados. Os resultados apontaram ausência de crescimento regular em relação ao volume de publicações durante os anos; 2007 é o ano com menor número de publicações e 2010 com maior, com 10 e 33 artigos, respectivamente. O periódico que mais publica sobre o tema é a Revista de Gestão Social e Ambiental, com total de 32 artigos. Observou-se predominância de artigos de natureza teórico-empírica, totalizando 182; 70 artigos apresentavam objetivos descritivos; há predominância da abordagem qualitativa, com 145 artigos; e o procedimento mais recorrente foi o estudo de caso, com 46 artigos. Com base na análise de correspondência múltipla, observou-se forte associação entre alguns componentes dos aspectos metodológicos analisados. A temática Gestão Ambiental Empresarial foi abordada com maior frequência, em 35 artigos. No que concerne aos autores, o arranjo mais comum foi de dois autores por artigo, tendo sido identificado em 73 produções. José Carlos Lázaro da Silva Filho é o autor que mais publica sobre Gestão Ambiental. Por fim, observou-se existência de redes de coautoria entre os autores que mais publicam sobre o tema.


Palavras-chave


Gestão Ambiental. Produção Científica. Estudo Bibliométrico. Redes de Coautoria.

Texto completo:

PDF/A


DOI: http://dx.doi.org/10.19177/rgsa.v7e22018426-451

R. gest. sust. ambient., Florianópolis.Universidade do Sul de Santa Catarina, Santa Catarina, ISSN 2238-8753 Licença Creative Commons
Este trabalho está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição 4.0 Internacional.