RESÍDUOS CONTAMINANTES NO SOLO: POSSIBILIDADES E CONSEQUÊNCIAS

Eduardo Lorensi de Souza, Fabiano Damasceno, Guilherme Karsten Schirmer, Maiara Figueiredo Ramires, Ramiro Pereira Bisognin, Robson Evaldo Gehlen Bohrer, Marlon de Castro Vasconcelos, Julio Cesar Grasel Cezimbra

Resumo


Desde que o começou a praticar agricultura, o solo tem servido de base para o seu desenvolvimento. Com o aumento da população e o surgimento da industrialização surgiram os resíduos ou rejeitos produzidos pelos mesmos, tendo o solo um dos destinos finais destes contaminantes. Como o solo é um sistema aberto, composto por sólidos, líquidos e gases, possui mecanismos de retenção de água e nutrientes e é reativo, apresentando papel fundamental no descarte desses resíduos. Várias são as formas de resíduos produzidos pela atividade humana, onde cada uma tem peculiaridades diferentes desde sua composição até a sua forma de descarte. Estudos sobre cada rejeito, bem como o seu comportamento no solo, são necessários para que este tipo de poluição seja mitigado. Assim, esta revisão bibliográfica tem como objetivos caracterizar os principais poluentes do solo, bem como demonstrar seu comportamento e problemas no solo e apresentar algumas formas de mitigação.


Palavras-chave


Resíduos contaminantes. Solo. Biorremediação.

Texto completo:

PDF/A


DOI: http://dx.doi.org/10.19177/rgsa.v7e22018484-509

R. gest. sust. ambient., Florianópolis.Universidade do Sul de Santa Catarina, Santa Catarina, ISSN 2238-8753 Licença Creative Commons
Este trabalho está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição 4.0 Internacional.