POLÍTICAS DE ACESSO À ÁGUA NO BRASIL: PENSANDO A EVOLUÇÃO DAS POLÍTICAS DE COMBATE À SECA NO SEMIÁRIDO

Jane Arimercia Siqueira Soares, Erivaldo Moreira Barbosa

Resumo


 A crise em torno da possibilidade de finitude dos recursos naturais e, em especial dos Recursos Hídricos, tem levado o homem a repensar a forma como sua intervenção tem contribuído para isto. Como formas de enfrentamento a essa problemática da água no Brasil e na região semiárida, várias ações foram implementadas, bem como mecanismos legais de regulação do uso da água. Assim, o objetivo do trabalho, consiste em discutir a evolução das políticas de acesso a água no semiárido. A metodologia utilizada foi o teórico-documental a partir do raciocínio dedutivo para se compreender a evolução das políticas de água a partir de políticas de âmbito nacional até as locais como as de convivência com o semiárido. A conclusão é de que apesar de inúmeras políticas terem sido destinadas a solucionar o problema da água na região semiárida, poucas serviram para tal fim, portanto, constatou-se uma evolução lenta das políticas de acesso a água no semiárido.


Palavras-chave


Recursos Hídricos; Políticas Públicas; Semiárido

Texto completo:

PDF/A


DOI: http://dx.doi.org/10.19177/rgsa.v8e42019443-467

R. gest. sust. ambient., Florianópolis.Universidade do Sul de Santa Catarina, Santa Catarina, ISSN 2238-8753 Licença Creative Commons
Este trabalho está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição 4.0 Internacional.