WETLANDS CONSTRUÍDAS DE FLUXO VERTICAL COMO PÓS-TRATAMENTO DE REATOR RAHLF UTILIZANDO ÁGUAS RESIDUÁRIAS DE SUINOCULTURA

João Batista Bezerra Ito, ALDECY DE ALMEIDA SANTOS, MARGARIDA MARCHETTO, EDUARDA CONCEIÇÃO OLIVEIRA

Resumo


O objetivo desta pesquisa foi avaliar o desempenho de Wetlands construídas de Fluxo Vertical vegetadas com as macrófitas Helicônia Pisittacorum (WCHP) e Pontederia Parviflora (WCPP) e Wetlands Construídas de Fluxo Vertical Não Vegetado (WCNV), em escala piloto, na remoção de matéria orgânica e nutrientes, como pós-tratamento de Reator Anaeróbio Horizontal de Leito Fixo (RAHLF), utilizando-se águas residuárias da suinocultura da fazenda experimental da Universidade Federal de Mato Grosso. A metodologia consistiu de projetar e construir o RAHLF e o sistema de Wetlands construídas, em escala piloto, que foi instalado e monitorado na área do Centro Experimental de Hidráulica e Saneamento Ambiental (CEHISA), no Campus de Cuiabá/UFMT. Foram monitorados os efluentes brutos da suinocultura, o efluente tratado do reator RAHLF, e também foi monitorado o sistema de Wetlands construídas com Tempo de Detenção Hidráulica (TDH) de 5 a 10 dias. Os parâmetros analisados foram: temperatura, pH, Condutividade elétrica (CE), Oxigênio dissolvido (OD), Sólidos Totais Dissolvidos (STD), sólidos suspensos totais (SST), Cor, Turbidez, demanda bioquímica de oxigênio (DBO) e demanda química de oxigênio (DQO), Nitrogênio ( Nitrito, Nitrato e Nitrogênio Total), Fósforo (P), Sulfato, de acordo com os métodos estabelecidos pelo Standard Methods (APHA, 1998).  Os resultados obtidos demonstraram que houve remoção nas Wetlands vegetadas com a macrófita endêmica do pantanal brasileiro, a Pontederia Parviflora, com eficiências médias de 84-91%, para DBO5 e DQO,  e de 98-93-84% para Nitrito, Nitrato e NT, e de 93% para o Fósforo.


Palavras-chave


Impactos ambientais; Helicônia Psittacorum; Pontederia Parviflora

Texto completo:

PDF/A


DOI: http://dx.doi.org/10.19177/rgsa.v8e22019595-611

R. gest. sust. ambient., Florianópolis.Universidade do Sul de Santa Catarina, Santa Catarina, ISSN 2238-8753 Licença Creative Commons
Este trabalho está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição 4.0 Internacional.