GOVERNANÇA EM RISCOS E DESASTRES A PARTIR DA GESTÃO E MODELAGEM DE PROCESSOS COLABORATIVOS DE TRABALHO

Marino Luiz Eyerkaufer, Ana Carolina Sedlacek

Resumo


O Business Process Management (BPM), denominado no Brasil de gestão de processos de trabalho é considerado um modelo direcionador a estratégia organizacional que combina processos, pessoas e tecnologia para conectar estratégias de negócio ao foco do cliente. A gestão de processos de riscos e desastres, por sua vez, carece de colaboração intersetorial e comunitária, para o qual a coordenação demanda de uma governança otimizada a fim de promover essa integração entre mecanismos e instituições. O objetivo do presente trabalho é apresentar a gestão e modelagem de processos colaborativos de trabalho para a governança em riscos e desastres a nível local, para o qual apresenta-se em seu desenvolvimento, processos de trabalho na visão do Business Process Modeling Notation (BPMN), utilizando para sua modelagem o Software Bizagi Modeler. Para isso, uma análise de cenário local foi utilizada, no caso, a cidade de Ibirama (SC). Conclui-se ao final do estudo que os desafios para desenvolver processos de trabalho em gestão de riscos e desastres pode ter dimensões muito próximas das dificuldades atuais de coordenação encontradas ao nível local, o que reforça a importância de desenvolver os processos de trabalho que favorecem ao alinhamento organizacional e a definição clara dos papeis e responsabilidades de cada um dos envolvidos em cada processo, favorecendo à sua governança.

 


Palavras-chave


Governança. Riscos e desastres. Gestão e modelagem de processos.

Texto completo:

PDF/A


DOI: http://dx.doi.org/10.19177/rgsa.v7e02018166-185

R. gest. sust. ambient., Florianópolis.Universidade do Sul de Santa Catarina, Santa Catarina, ISSN 2238-8753 Licença Creative Commons
Este trabalho está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição 4.0 Internacional.