PLANOS MUNICIPAIS DE CONTINGÊNCIA DE PROTEÇÃO E DEFESA CIVIL: AS CONCEPÇÕES DOS ATORES MUNICIPAIS E O MODELO ADOTADO EM SANTA CATARINA

Alessandra Silva Araújo, Mário Jorge Cardoso Coelho Freitas, Ana Beatriz Bertuzzi

Resumo


O projeto “Instrumentos Municipais de Redução de Riscos e Desastres - IMUN-RRD” (Secretaria do Estado de Defesa Civil de Santa Catarina e Laboratório de Estudos de Riscos e Desastres/Universidade do Estado de Santa Catarina) realizou, em 2017, oficinas de formação junto aos agentes municipais envolvidos na gestão de riscos e desastres em Santa Catarina. As oficinas tiveram, dentre outros, o objetivo de capacitar os agentes para a elaboração dos Planos Municipais de Contingência (PLAMCON). Neste artigo analisam-se as concepções de PLAMCON formuladas pelos participantes, as semelhanças e diferenças entre suas concepções e o modelo incluído no Sistema Integrado de Defesa Civil de Santa Catarina (SISDC), e tiram-se conclusões sobre a contribuição dos planos para a fase de preparação da resposta aos desastres, e do processo de sua elaboração no estado.


Palavras-chave


Planos de Contingência. Gestão de riscos e desastres. SISDC.

Texto completo:

PDF/A


DOI: http://dx.doi.org/10.19177/rgsa.v7e02018402-422

R. gest. sust. ambient., Florianópolis.Universidade do Sul de Santa Catarina, Santa Catarina, ISSN 2238-8753 Licença Creative Commons
Este trabalho está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição 4.0 Internacional.