ÍNDICE DE VULNERABILIDADE DO SOLO NA BACIA HIDROGRÁFICA DO RIO DAS PEDRAS – MG

Emanuelle Zordan de Melo, Yara Cristina Batista de Sousa, Thaís Martins Marrama, Hudson de Paula Carvalho

Resumo


O presente estudo visou a possibilidade de validação de um Índice de Vulnerabilidade do Solo através de informações de “tipo”, “uso” e “declividade” do solo na Bacia Hidrográfica do Rio das Pedras, em Uberlândia - MG, com o auxílio de técnicas de Geoprocessamento a partir da utilização do software ArcGis versão 10.3. Os resultados obtidos foram ponderados seguindo a metodologia proposta por Crepani (1996), resultando um mapa final discriminado em cinco classes distintas, que variam nos seguintes níveis de vulnerabilidade: Estável (1,0); Moderadamente Estável (1,0 – 1,5); Medianamente Estável (1,5 - 2,0); Moderadamente Vulnerável (2,0 - 2,5); Vulnerável (2,5 - 3,0). Destacou-se o predomínio da classe Medianamente Estável ao longo da bacia (55,3%) e a ocorrência de áreas mais vulneráveis na região do baixo curso da mesma, a partir da associação entre solos mais jovens, declividades mais intensas e usos agrossilvipastoris. Pôde-se concluir que a utilização de técnicas de geoprocessamento se mostrou fundamental para executar a análise de vulnerabilidade no âmbito de bacias hidrográficas. Ademais, a bacia em estudo pode ser considerada estável, sendo que nas áreas em que predominam as classes mais vulneráveis, faz-se necessário o direcionamento prioritário de ações de recuperação e conservação por parte dos agentes.


Palavras-chave


Gestão de bacias; SIG; Solos

Texto completo:

PDF/A


DOI: http://dx.doi.org/10.19177/rgsa.v8e12019563-581

R. gest. sust. ambient., Florianópolis.Universidade do Sul de Santa Catarina, Santa Catarina, ISSN 2238-8753 Licença Creative Commons
Este trabalho está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição 4.0 Internacional.