ATRAZINA NA ÁGUA FLUVIAL: AVALIAÇÃO DE RISCO À SAÚDE HUMANA PELA EXPOSIÇÃO RECREACIONAL

Carolina Sampaio Machado, Brisa Maria Fregonesi, Guilherme Sgobbi Zagui, Bruno Spinosa de Martinis, Susana Segura Muñoz

Resumo


Herbicidas nas águas dos rios podem resultar em relevantes riscos à saúde humana das comunidades adjacentes. As populações podem ser expostas a poluição dos rios pela ingestão de água durante atividades recreativas. O objetivo do presente trabalho foi avaliar os riscos à saúde humana associados à exposição ao herbicida Atrazina durante atividades recreacionais no Rio Pardo, Brasil. O Rio Pardo é o maior tributário na margem esquerda do Rio Grande, com cerca de 550 km de extensão. A bacia de drenagem é de cerca de 10.694 km2, abrangendo mas de um milhão de habitantes. Quatro campanhas de coleta de dados foram realizadas (duas na estação seca e duas na estação chuvosa) e duplicatas das amostras de água foram coletadas em cinco pontos de coleta ao longo do Rio Pardo. Todos os pontos de coleta estavam localizados próximos a culturas de cana-de-açúcar. Atrazina foi extraída das amostras de água do rio por extração em fase sólida utilizado discos C18 e a quantificação foi conduzida por Cromatografia a Gás acoplada com detector de nitrogênio e fósforo-GC/NPD. Atrazina foi detectada em quarto dos cinco pontos de coleta (variando de: 0,16-0,32 µg/L) abaixo dos limites estabelecidos pela legislação brasileira (2,0 µg/L), mas acima dos níveis permitidos pela União Europeia (0,1 µg/L). Riscos à saúde humana foram calculados de acordo com a metodologia da agência ambiental Norte-Americana (USEPA). Os riscos não-carcinogênicos pela exposição à Atrazina durante atividades de recreação estiveram abaixo dos limites (Hazard Quotient<1), assim como os riscos carcinogênicos (<10-6), não representando risco à saúde pública. A Atrazina é amplamente utilizada nas culturas de cana-de-açúcar e os riscos à saúde humana, associados às misturas de herbicidas em rios utilizados para atividades recreacionais, como o Rio Pardo, são importantes no contexto da toxicologia e da Saúde Pública.


Palavras-chave


Análise de risco. Herbicidas. Toxicologia. Qualidade da água.

Texto completo:

PDF/A


DOI: http://dx.doi.org/10.19177/rgsa.v7e3201836-46

R. gest. sust. ambient., Florianópolis.Universidade do Sul de Santa Catarina, Santa Catarina, ISSN 2238-8753 Licença Creative Commons
Este trabalho está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição 4.0 Internacional.