AVALIAÇÃO DE DIFERENTES TÉCNICAS DE COMPOSTAGEM PARA APROVEITAMENTO DE RESÍDUOS ORGÂNICOS NO IFBA CAMPUS DE SALVADOR: UMA ABORDAGEM MULTI-CRITÉRIOS

Leonardo Menezes Soares, Juliana Hartmann Lima, Nathália de Araújo Santana Bomfim, Vinicius Oliveira Casais, João Lucas Pereira da Anunciação, Marlene Fernandes Morais, Ana Carolina dos Santos Ferreira, Walter Alves Gomes Junior, Vitória Regina Bispo Soares, Jeferson Gabriel da Encarnação Coutinho

Resumo


A destinação ambientalmente adequada dos resíduos sólidos orgânicos gerados nos centros urbanos é um grande desafio, sendo a compostagem uma via eficiente para promover essa destinação. Algumas técnicas estão disponíveis para essa finalidade, mas adoção da técnica mais viável para um determinado sistema envolve avaliações multicritérios. Além disso, o perfil físico-químico desses compostos pode impactar em sua qualidade contribuindo na tomada de decisão quanto a sua destinação final. Nesse trabalho, propõe-se a análise de critérios relacionados à logística empregada e gastos associados às diferentes técnicas de compostagem empregadas no Instituto Federal de Educação, Ciência e tecnologia da Bahia, Campus de Salvador, além do perfil físico-químico dos compostos gerados. Utilizamos a vermicompostagem, compostagem convencional, além de compostagens aceleradas (com fungos e térmica com bactérias extremófilas). Foram processados cerca de 300 Kg de resíduo orgânico através dos quatro métodos em um período de seis meses, sendo o método convencional o que deteve o maior volume processado. Identificamos que os métodos são complementares em termos de eficiência quando avaliamos numa perspectiva multi-parâmetros e que a adoção de um sistema misto pode ser o mais adequado quando pensamos na compostagem não apenas como uma forma de conduzir uma destinação ambientalmente adequada dos resíduos sólidos. O uso do composto gerado pelas quatro técnicas adotadas em hortas e jardins se constitui como uma forma promissora de integrar a gestão de resíduos com a ressignificação dos espaços verdes dentro da instituição.


Palavras-chave


Composto orgânico. Avaliação química. Composteira térmica. Gestão de resíduos.

Texto completo:

PDF/A


DOI: http://dx.doi.org/10.19177/rgsa.v7e3201874-97

R. gest. sust. ambient., Florianópolis.Universidade do Sul de Santa Catarina, Santa Catarina, ISSN 2238-8753 Licença Creative Commons
Este trabalho está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição 4.0 Internacional.