AVALIAÇÃO AMBIENTAL DA ÁGUA SUPERFICIAL DO ARROIO SCHMIDT (CAMPO BOM, RS), POR MEIO DE ANÁLISES FÍSICO-QUÍMICA, BIOLÓGICA E TOXICOLÓGICA EM DOIS PONTOS

Jeferson Jeldoci Pol, Bruna Dal Bosco, Natália Feistauer Gomes, Maicon Artmann

Resumo


A poluição dos corpos hídricos constitui um dos grandes problemas ambientais causados pelo crescimento populacional e lançamento de resíduos industriais e domésticos, podendo causar danos irreversíveis à biota e a população humana. O Arroio Schmidt está localizado no munícipio de Campo Bom/RS, na região do Vale dos Sinos, sendo um afluente do Rio dos Sinos. O monitoramento realizado avaliou a qualidade da água do arroio por meio de análises químicas, biológicas e toxicológicas em dois pontos com 1,6 km de distância entre si. Realizaram-se análises relacionadas ao potencial de hidrogênio (pH), oxigênio dissolvido (OD), demanda bioquímica de oxigênio (DBO), cor aparente, condutividade, coliformes totais e cafeína. Esses parâmetros foram comparados com os limites estipulados pela Resolução 357/2005 do CONAMA, que dispõe sobre o enquadramento dos recursos hídricos do país. De acordo com a avaliação dos dois pontos de coleta, o Arroio Schmidt enquadra-se na classe 4, ou seja, passível de uso apenas para navegação e harmonia paisagística.


Palavras-chave


Sociedade de risco; Gestão ambiental; responsabilidade ambiental; sociedade industrial

Texto completo:

PDF/A


DOI: http://dx.doi.org/10.19177/rgsa.v8e32019159-171

R. gest. sust. ambient., Florianópolis.Universidade do Sul de Santa Catarina, Santa Catarina, ISSN 2238-8753 Licença Creative Commons
Este trabalho está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição 4.0 Internacional.