ANÁLISE DA PARTICIPAÇÃO SOCIAL EM CONSELHOS DE UNIDADES DE CONSERVAÇÃO EM PAÍSES DA AMÉRICA DO SUL

Daniela Rocha Teixeira Riondet-Costa, Luciana Botezelli, Oscar Luiz Monteiro de Farias, Francisco Antônio Dupas

Resumo


Este artigo traz uma discussão acerca da participação social, por meio dos conselhos, na gestão de Unidades de Conservação (UCs). Há consequências dos processos sociais nas UCs, e essa é uma dimensão a ser considerada no âmbito protetivo. O objetivo deste trabalho é a realização de um estudo comparativo das realidades no Brasil, Argentina, Uruguai e Chile, sendo o foco principal de tal análise a participação social nos conselhos gestores. Como metodologia realizou-se uma pesquisa qualitativa exploratória. A coleta de dados se deu via levantamentos bibliográficos de dados secundários e levantamentos documentais. Quanto à análise dos dados, a abordagem consistiu na verificação de como são tratadas as questões relativas à participação social em conselhos gestores de UCs comparando os países estudados e evidenciando os modelos que obtiveram maior sucesso. Foi possível verificar a importância da instauração da gestão participativa na gestão das UCs, sendo o conselho gestor fundamental neste processo, lembrando que a integração com a comunidade de entorno é necessária para que as UCs cumpram seus objetivos.


Palavras-chave


Gestão Participativa. Conservação da Natureza. Comunidade de entorno.

Texto completo:

PDF/A


DOI: http://dx.doi.org/10.19177/rgsa.v7e4201866-87

R. gest. sust. ambient., Florianópolis.Universidade do Sul de Santa Catarina, Santa Catarina, ISSN 2238-8753 Licença Creative Commons
Este trabalho está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição 4.0 Internacional.