ANÁLISE DOS ASPECTOS DE VIABILIDADE DO USO DE CONCRETO COM RESÍDUOS DE BORRACHA PARA PASSEIOS PÚBLICOS EM MUNICÍPIO DO RIO GRANDE DO SUL

Ethier Lauermann, Ramiro Pereira Bisognin, Robson Evaldo Bohrer, Eduardo Lorensi de Souza, Divanilde Guerra

Resumo


A crescente geração de resíduos e sua destinação inadequada consistem em grandes problemas ambientais. O descarte de pneus usados aumenta a cada ano no mundo, e destes aproximadamente 50% são descartados de forma incorreta, enquanto que, se reutilizados de maneira apropriada ajudariam a reduzir a pressão sobre o meio ambiente. Nesse sentido, no presente estudo objetivou-se analisar aspectos de viabilidade do uso de concreto com adição de resíduos de borracha de pneus para construção de passeios públicos em município do noroeste do Rio Grande do Sul. Para tanto, quantificou-se a área dos passeios públicos que necessitavam de recuperação, com base na planta do município, e verificou-se, por meio de revisão bibliográfica, o melhor traço de concreto com adição de borracha como agregado para tal finalidade. A avaliação da viabilidade econômica do agregado de borracha foi realizada com base nas quantidades empregadas e nos valores de mercado. Como resultado verificou-se que 62% dos passeios públicos do município precisam ser recuperados. O concreto agregado com borracha na faixa entre 10 e 15%, em proporção ao agregado fino ou miúdo, foi apontado como o mais indicado para o uso pretendido. Verificou-se que quanto maior o uso de farelo de borracha no concreto, maior será o custo do concreto em relação agregado convencional nas percentagens analisadas. Apesar da desvantagem econômica observada, recomenda-se ampliação da pesquisa, tendo em vista os benefícios ambientais associados ao reuso de materiais inservíveis na construção civil.

 

 


Palavras-chave


Reuso de resíduos. Borracha de pneu. Construção civil. Passeios públicos.

Texto completo:

PDF/A


DOI: http://dx.doi.org/10.19177/rgsa.v7e42018113-133

R. gest. sust. ambient., Florianópolis.Universidade do Sul de Santa Catarina, Santa Catarina, ISSN 2238-8753 Licença Creative Commons
Este trabalho está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição 4.0 Internacional.