CRIAÇÃO E AVALIAÇÃO DE MAPAS DE SUSCETIBILIDADE A INUNDAÇÃO PARA O MUNICÍPIO DE IGUAPE, ESTADO DE SÃO PAULO

Caio Arlanche Petri, Lucas Maia de Oliveira

Resumo


As inundações são os desastres naturais mais frequentes e que causam maiores danos econômicos, sociais e ambientais no mundo. Para este trabalho, entende-se inundação como a elevação do nível de água de um corpo hídrico para além do seu nível normal, alagando a planície aluvial deste corpo. As inundações são causadas devido às características ambientais tais como chuvas, formato da bacia hidrográfica, cobertura vegetal, escoamento superficial; e antrópicas; como a impermeabilização dos solos e o descarte de lixo em locais inadequados. O município de Iguape, localizado no estado de São Paulo, faz parte da bacia hidrográfica do Rio Ribeira do Iguape. Devido às características desta bacia, o município registra inundações frequentemente. Assim, torna-se pertinente a produção de um mapa de suscetibilidade a inundações para o município, a fim de apontar as localidades com maior risco de sofrer inundações. Para isso, foram comparadas duas fontes de dados topográficos: curvas de nível e pontos cotados (criando um MDE) adquiridos no site do Sistema de Informações Geográficas da Bacia do Ribeira do Iguape e Litoral Sul (SIGRB), e dados SRTM (Shuttle Radar Topography Mission) obtidos através do TopoData. O uso e ocupação da terra foram integrados ao MDE para criar o mapa de suscetibilidade, adotando pesos para cada variável. Os mapas gerados estão em escala 1:400.000, considerando a área do município de 1.977,957 km². Os resultados apresentam a variação dos mapas de suscetibilidade de acordo com a fonte e dos dados topográficos utilizados. O mapa com curvas de nível e pontos cotados apontou riscos de inundação maiores e mais generalizados do que o SRTM.

 


Palavras-chave


Bacia do Ribeira do Iguape; Suscetibilidade Ambiental; Avaliação de Incertezas.

Texto completo:

PDF/A


DOI: http://dx.doi.org/10.19177/rgsa.v7e42018289-305

R. gest. sust. ambient., Florianópolis.Universidade do Sul de Santa Catarina, Santa Catarina, ISSN 2238-8753 Licença Creative Commons
Este trabalho está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição 4.0 Internacional.