IMPLEMENTAÇÃO DO GERENCIAMENTO DE ASPECTOS E IMPACTOS AMBIENTAIS (GAIA) EM UMA CENTRAL DE TRATAMENTO DE RESÍDUOS INDUSTRIAIS

Vinicius Gabriel Saggioratto, Sabrina Nascimento, Inocencia Boita Dalbosco, Daiane Pavan

Resumo


A competitividade tem forçado as organizações a buscarem novas formas para se diferenciarem no mercado. Dentre essas novas demandas organizacionais, os instrumentos para atender gestores e clientes têm desempenhado um papel primordial como fonte de vantagem competitiva e continuidade do negócio, sobretudo aqueles com uma perspectiva sustentável. O presente estudo objetiva sugerir a implementação do Gerenciamento de Aspectos e Impactos Ambientais (GAIA) segundo o modelo de Lerípio (2001), em uma Central de Tratamento de Resíduos Sólidos Industriais. Na metodologia, optou-se por uma pesquisa descritiva, com a estratégia de estudo de caso e uma abordagem qualitativa-quantitativa dos dados. Os procedimentos relacionados à coleta de dados tiveram como fonte os relatórios gerenciais da empresa, entrevistas com os gestores de vários departamentos e a técnica de observação, que ocorreram durante os meses de agosto e setembro de 2014, com o auxílio da análise de conteúdo. Os achados do estudo revelam que a implementação do GAIA atende aos requisitos necessários à sua utilização, inclusive com um indicador BOM, segundo Lerípio (2001), de 78,13%. Conclui-se que os objetivos desta pesquisa foram alcançados e que se somam como um único benefício para a empresa analisada, em relação à gestão e ao controle da sustentabilidade do seu negócio.

 

 


Palavras-chave


Sustentabilidade. Gerenciamento de Aspectos e Impactos Ambientais (GAIA). Estudo de caso.

Texto completo:

PDF/A


DOI: http://dx.doi.org/10.19177/rgsa.v7e42018389-410

R. gest. sust. ambient., Florianópolis.Universidade do Sul de Santa Catarina, Santa Catarina, ISSN 2238-8753 Licença Creative Commons
Este trabalho está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição 4.0 Internacional.