GERAÇÃO DE RESÍDUOS SÓLIDOS DE UM RESTAURANTE EM UMA INSTITUIÇÃO DE ENSINO SUPERIOR

Júlia Wanner Forner, Suzana Maria De Conto

Resumo


A geração de resíduos sólidos, aliada ao desperdício de alimentos, tem se tornado um problema complexo no setor gastronomico. O estudo tem como objetivo analisar a geração de resíduos sólidos de um restaurante de uma Instituição de Ensino Superior, com ênfase na fração de matéria orgânica e desperdício de alimentos. Para tal, foram realizadas caracterizações dos resíduos sólidos do restaurante, determinando a composição gravimétrica dos mesmos e as diferentes frações de matéria orgânica (preparo do alimento, resto ingesta e sobra suja). Essas caracterizações ocorreram em três semanas (uma em maio e duas em outubro de 2018). A massa total de resíduos sólidos gerada durante sete dias de caracterização foi de 635,98 kg, sendo que a maior fração foi de resíduos orgânicos (89,19%). Constatou-se que, da matéria orgânica gerada, a maior parte é proveniente da sobra suja, ou seja, alimentos restantes nas cubas do balcão (73,67%). Constatou-se que o desperdício de alimentos ocorre principalmente devido a oferta ser maior que a demanda, fator constatado pela pesagem das cubas contendo os alimentos após o encerramento das atividades. Conclui-se sobre a importância de desenvolver novos estudos, em diferentes restaurantes e com diferentes condições de oferta dos alimentos, no sentido de identificar variáveis que determinam o desperdício de alimentos.


Palavras-chave


Resíduos sólidos da gastronomia; Restaurantes Universitários; Gerenciamento de resíduos sólidos.

Texto completo:

PDF/A


DOI: http://dx.doi.org/10.19177/rgsa.v9e12020255-272

R. gest. sust. ambient., Florianópolis.Universidade do Sul de Santa Catarina, Santa Catarina, ISSN 2238-8753 Licença Creative Commons
Este trabalho está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição 4.0 Internacional.