AVALIAÇÃO E MONITORAMENTO DOS RESÍDUOS DE SERVIÇOS DE SAÚDE DOS GRUPOS A, B e E NO HOSPITAL DE NOVO HAMBURGO (RS), BRASIL: ESTUDO DE CASO

Thiago Tepasse de Brum, Regina Célia Espinosa Modolo

Resumo


Nesta pesquisa foram quantificados os Resíduos de Serviço de Saúde do Grupo A, B e E, gerados em um Hospital de Novo Hamburgo (RS), Brasil, conforme a Resolução RDC nº 306 da ANVISA. Os resíduos foram identificados com etiquetas que diferenciavam os setores e turnos de trabalho por cores e formas geométricas, respectivamente. A massa específica aparente foi monitorada durante dois meses, todos os dias, nos três turnos (manhã, tarde e noite). Este monitoramento possibilitou avaliar as diferenças na geração de resíduos comparativamente com os turnos de trabalho e constatar quais os setores que mais geram resíduos assim como, o custo com a destinação correta dos Resíduos de Serviços de Saúde.


Palavras-chave


Resíduos de Serviços de Saúde; monitoramento; método.

Texto completo:

PDF/A


DOI: http://dx.doi.org/10.19177/rgsa.v8e42019567-587

R. gest. sust. ambient., Florianópolis.Universidade do Sul de Santa Catarina, Santa Catarina, ISSN 2238-8753 Licença Creative Commons
Este trabalho está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição 4.0 Internacional.