AVALIAÇÃO DA EFICIÊNCIA DE BACTÉRIAS LIPOLÍTICAS E LIPASE SUÍNA NO PRÉ-TRATAMENTO DE EFLUENTE DE CURTUME

Vívian de Oliveira Lima, Kátia Valeria Marques Cardoso Prates, Ajadir Fazolo

Resumo


Diversas indústrias, dentre elas o Curtume, geram efluentes com elevado teor de óleos e gorduras (O&G). Tais compostos podem prejudicar o desempenho dos sistemas biológicos de tratamento. Por esse motivo, a remoção preliminar de O&G é recomendada, sendo a hidrólise enzimática de lipídios uma opção promissora no pré-tratamento de águas residuárias como alternativa ao uso de métodos físico-químicos. Este trabalho comparou a eficiência de bactérias lipolíticas isoladas em caixa de gordura com a lipase de pâncreas de porco e o produto comercial Enzilimp® no pré-tratamento do efluente de curtume em escala laboratorial. Realizaram-se dois ensaios preliminares para avaliar a influência da concentração dos inóculos, da diluição do efluente e da aeração. Posteriormente fez-se um estudo de otimização utilizando o Delineamento do Composto Central Rotacional, avaliando a influência da temperatura, da concentração do inóculo, da concentração do efluente e do pH. Concluiu-se que o efluente da graxaria do curtume é fonte potencial de bactérias lipolíticas e que tais cepas isoladas apresentam resultados de degradação de grodura semelhantes ao Enzilimp®. A atividade dos microrganismos é influenciada principalmente pela temperatura e pH, promovendo reduções de DQO e de O&G na ordem de 3,6 gO2.L-1 e 2,6 g.L-1, respectivamente, em temperaturas próximas a 32°C e em uma faixa de pH de 8,0 a 8,5. Já a eficiência da lipase se mostrou diretamente relacionada à concentração do inóculo e do efluente no sistema, com reduções máximas de 7,8 gO2.L-1 e 2,5 g.L-1 de DQO e O&G. Apesar dos melhores resultados, a lipase provoca aumento inicial da DQO e elevada acidificação do sistema. Além disso, os ensaios com esse inóculo tiveram baixa adequação ao modelo obtido pelas análises do DCCR. Assim é necessário avaliar os sistemas de pós-tratamento para escolher o melhor método de pré-tratamento aqui mencionados.


Palavras-chave


Lipase; óleos e gorduras; pré-tratamento; bactéria lipolítica

Texto completo:

PDF/A


DOI: http://dx.doi.org/10.19177/rgsa.v8e42019131-151

R. gest. sust. ambient., Florianópolis.Universidade do Sul de Santa Catarina, Santa Catarina, ISSN 2238-8753 Licença Creative Commons
Este trabalho está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição 4.0 Internacional.