CONHECIMENTO SOBRE USO SEGURO DE AGROTÓXICOS POR FUMICULTORES DE CHAPADÃO DO LAGEADO (SC)

Giane Carla Kopper Müller, Lorena Benathar Ballod Tavares

Resumo


 

O tabaco está entre as principais atividades econômicas de Chapadão do Lageado (SC) e seu cultivo demanda a aplicação de diversos agrotóxicos. Este trabalho objetivou diagnosticar o nível de conhecimento dos fumicultores do município sobre a utilização segura de agrotóxicos, conforme Decreto Estadual nº 1.331/2017 (legislação catarinense sobre agrotóxicos). Foi utilizado um questionário como instrumento de pesquisa para coletar informações de 107 fumicultores. A maioria (73,80%) faz uso de algum EPI durante a aplicação dos agrotóxicos. No entanto, na preparação, 45% afirmaram não fazer uso. Problemas à saúde pelo manuseio ou aplicação de agrotóxicos foram indicados por 19,60% dos entrevistados (vômito, 52,40% e tontura, 38,10%). Mais da metade indicaram não receber orientação sobre toxicidade dos agrotóxicos ou período de carência. A leitura das bulas, embora considerada importante para 100% dos entrevistados, 13% afirmaram que apenas observam a dose de aplicação. Sobre o armazenamento das embalagens vazias, 66% guardam em recipiente lacrado e 100% disseram que enviam ao posto de coleta. Sobre o Decreto Estadual, 64,50% não sabem da existência. O estudo permite concluir que é necessária a capacitação e orientação contínua por parte dos órgãos reguladores e empresas envolvidas, para diminuir os riscos à saúde da população envolvida e ao meio ambiente.

 

 

 

 

Palavras-chave


Exposição Ocupacional. Orientação. Bulas de Agrotóxicos. Legislação Estadual.

Texto completo:

PDF/A


DOI: http://dx.doi.org/10.19177/rgsa.v9e02020419-435

R. gest. sust. ambient., Florianópolis.Universidade do Sul de Santa Catarina, Santa Catarina, ISSN 2238-8753 Licença Creative Commons
Este trabalho está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição 4.0 Internacional.