USO CONSCIENTE DE ÁGUA EM PRÉDIOS PÚBLICOS, ESTUDOS ANALÍTICOS, PLANEJAMENTO E GESTÃO - ESTUDO DE CASO

Marcelo Coelho Lanza, Maria da Glória Braz

Resumo


Em prédios públicos, o consumo de água é relativamente alto, haja vista a falta de gestão específica sobre o assunto. A ausência de monitoramento, de manutenção e de conscientização dos usuários são os principais fatores que contribuem para o excesso de desperdício. Faz-se necessária, então, a investigação do consumo real de água nos prédios públicos, mais precisamente os de atendimento direto aos cidadãos, efetuando-se a comparação do consumo teórico da população atendida (elaborado no projeto da edificação) com o consumo real, considerando o tempo médio de permanência desse público no imóvel, bem como as peculiaridades de cada atendimento, tendo como exemplo o acompanhante da pessoa atendida, bem como casos de perícia médica. O presente trabalho relata um estudo, que se encontra em andamento, cuja análise se concentra na demanda de água em prédios do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS), vinculados à Gerência Executiva desse órgão, no município de Contagem-M.G, abrangendo 13 unidades de atendimento. Para tal, está sendo elaborado estudo de demandas específicas em cada uma dessas unidades, para, posteriormente, se efetuar a comparação e avaliação estatística dos resultados, com a propositura de soluções que minimizem esses desperdícios e criem conscientização e gestão sustentável da água nos prédios públicos.

 


Palavras-chave


Consumo consciente. Desperdício. Conscientização. Gestão Sustentável.

Texto completo:

PDF/A


DOI: http://dx.doi.org/10.19177/rgsa.v9e02020905-920

R. gest. sust. ambient., Florianópolis.Universidade do Sul de Santa Catarina, Santa Catarina, ISSN 2238-8753 Licença Creative Commons
Este trabalho está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição 4.0 Internacional.