A ARQUEOLOGIA EM SANTA CATARINA NO FINAL DO SÉCULO XIX

Paola Beatriz May Rebollar, Tatiana Costa Fernandes

Resumo


Este artigo tem por objetivo examinar as relações existentes entre a Arqueologia em Santa Catarina no final do século XIX e o contexto histórico europeu dos séculos XVIII e XIX, a partir da perspectiva histórica. Foram identificados os pesquisadores que discutiram a Arqueologia catarinense neste período e as principais questões teóricas que permeavam seus trabalhos. As pesquisas arqueológicas realizadas por cinco pesquisadores refletiram acepções como o dilúvio universal e a inferioridade dos grupos não-europeus segundo a teoria degeneracionista. A perspectiva histórica permite separar as influências das discussões teóricas do período das importantes contribuições destas pesquisas para a formação do pensamento arqueológico.

Texto completo:

PDF/A


DOI: http://dx.doi.org/10.19177/memorare.v1e12013271-280

Apontamentos

  • Não há apontamentos.

Comentários sobre o artigo

Visualizar todos os comentários


Direitos autorais

Revista Memorare, Universidade do Sul de Santa Catarina, Santa Catarina, ISSN 2358-0593.

  Licença Creative Commons
Revista Memorare de Revista Memorare está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição 4.0 Internacional.