Cantando a vida no campo: elementos simbólicos de composições musicais

Heloisa Juncklaus Preis Moraes, Iuri Castelan Tavares

Resumo


Este artigo busca a reflexão acerca dos simbolismos que criam (e reforçam) um imaginário sobre a vida no campo e sentimentos ligados a ela, muito baseados em saudosismo, romantismo e simplicidade, nas músicas sertanejas. Em especial, este estudo analisa em três composições de Victor Chaves, da dupla Victor e Léo, os símbolos narrados e a aura imaginária que se forma em relação ao tema. Estamos ancorados, teóricometodologicamente, na teoria do Imaginário e na mitocrítica, proposta por Durand (1997). Os laços campeiros são cantados e, presentes no Imaginário do campo, reforçam o sentimento de pertença a quem tem ligação e de reconhecimento pelas imagens presentes no imaginário coletivo.

Palavras-chave


Imaginário; Música; Vida no campo.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.19177/memorare.v4e2-I2017120-137

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2017 Heloisa Juncklaus Preis Moraes, Iuri Castelan Tavares

Revista Memorare, Universidade do Sul de Santa Catarina, Santa Catarina, ISSN 2358-0593.

  Licença Creative Commons
Revista Memorare de Revista Memorare está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição 4.0 Internacional.