Clínicas do testemunho: reparação psíquica e construção de memórias

Marilena Deschamps Silveira

Resumo


O presente trabalho apresenta o projeto Clínicas do Testemunho, resultado de um longo processo de responsabilização pelo Estado e pela sociedade civil brasileira na promoção de justiça, de verdade e da memória daquelas pessoas afetadas pela violência de Estado no período compreendido entre 1946 e 1988. Outrossim, como psicanalistas, a partir da nossa experiência do desenvolvimento do Projeto no estado de Santa Catarina, apontamos seu lugar como dispositivo na reparação psíquica dos atingidos direta, ou indiretamente, pela violência de Estado daquele período e sua consequente intervenção no social. Ou seja, refletimos sobre o testemunho como dispositivo clínico-político capaz de revelar uma história que esteve submetida ao silenciamento, e como tal, intervém buscando impedir a repetição da violência como sintoma social na atualidade e no futuro.

Palavras-chave


Clínicas do testemunho; Reparação psíquica; Testemunho

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.19177/memorare.v4e3201794-109

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2017 Marilena Deschamps Silveira

Revista Memorare, Universidade do Sul de Santa Catarina, Santa Catarina, ISSN 2358-0593.

  Licença Creative Commons
Revista Memorare de Revista Memorare está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição 4.0 Internacional.