A implementação da ditadura civil-militar no Brasil em 1964 em perspectiva internacional: a América Latina e o Império

Luciano Daudt da Rocha

Resumo


Este texto trata das relações interamericanas no contexto da implementação da ditadura civil-militar no Brasil, discutindo o papel da América Latina no processo de expansão da hegemonia dos Estados Unidos no sistema internacional a partir dos desdobramentos do pósguerra. A expansão imperial dos Estados Unidos segue uma lógica histórica de simbiose dos valores nacionais com as ações de política externa, na intenção de salvaguardar os interesses em torno da segurança e da defesa dos interesses comerciais dos Estados Unidos no sistema internacional. A eclosão do conflito leste/oeste no contexto global, somado às buscas por alternativas de integração e desenvolvimento dos países latino-americanos acabaram por reorientar as políticas de intervenção do Império na região, sendo o Brasil caso pioneiro de uma estratégia imperial de intervenção branda naquele contexto. As reflexões desenvolvidas aqui pautam estudos seguintes sobre a operacionalização da intervenção imperial em Estados nas primeiras décadas do século 21.

Palavras-chave


Império norte-americano; América Latina; Integração; Intervenção; Ditadura civil - militar brasileira

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.19177/memorare.v4e32017159-179

Apontamentos

  • Não há apontamentos.

Comentários sobre o artigo

Visualizar todos os comentários


Direitos autorais 2017 Luciano Daudt da Rocha

Revista Memorare, Universidade do Sul de Santa Catarina, Santa Catarina, ISSN 2358-0593.

  Licença Creative Commons
Revista Memorare de Revista Memorare está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição 4.0 Internacional.