A representação do gênero e da sexualidade em personagens de videogame: uma análise de conteúdo

Cremilson Oliveira Ramos

Resumo


Esta pesquisa aborda  o caráter inclusivo das diferenças de gênero e sexuais na construção da narrativa do videogame Mass Effect 3 por meio da representação das feminilidades e das masculinidades de personagens. O escopo teórico recorreu a autores como Judith Butler, Michel Foucault e Zygmunt Bauman. O método utilizado foi a análise de conteúdo, de Laurence Bardin. O conteúdo analisado corresponde a recortes do videogame feitos por meio de imagens e narração de acontecimentos diegéticos. Os achados mostram que o jogo em questão é forjado dentro da matriz heteronormativa da sexualidade, que produz e adéqua sujeitos dentro do gênero binário, não dando visibilidade àqueles que não se enquadram na norma hegemônica, o que faz desse videogame um construto social reprodutor da ordem discursiva vigente, ainda que contenha indícios de subversão como a inclusão de relacionamentos homoafetivos.

Palavras-chave


Videogames; Gênero; Identidade

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.19177/memorare.v4e3-I201738-67

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2017 Cremilson Oliveira Ramos

Revista Memorare, Universidade do Sul de Santa Catarina, Santa Catarina, ISSN 2358-0593.

  Licença Creative Commons
Revista Memorare de Revista Memorare está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição 4.0 Internacional.