O enlaçamento enunciativo de um ritual carnavalizado: cenografia e ethos discursivo em samba-enredo de escola carnavalesca do meio-oeste catarinense

Ernani Cesar de Freitas, Débora Facin

Resumo


O objetivo deste trabalho é analisar a cenografia e o ethos discursivo da linguagem carnavalizada inscrita no gênero samba-enredo intitulado “Uma História. Um Memorial. A Unidos Canta a Paz Universal”, mediante as concepções de Bakhtin, sobre carnavalização, e de Maingueneau, em relação à cenografia e ao ethos discursivo. Um estudo dessa natureza se justifica pelo fato de que a carnavalização bakhtiniana pode ser analisada em textos de qualquer época e, sobretudo a partir da proposta teórico-metodológica de Maingueneau (1984/2008a), é viável investigar todo discurso atentando para os planos que o constituem. Os planos constitutivos são entendidos como alguns sinais que, posteriormente, permitem referenciar a cenografia e o ethos de um discurso como categorias que se depreendem da semântica global. Os resultados encontrados evidenciam que o samba-enredo distingue-se como gênero pela sua natureza ambivalente, a qual se configura pela inscrição da dêixis enunciativa em um espaço e tempo carnavalescos.

Palavras-chave


Cenografia; Ethos discursivo; Carnavalização; Sambas-enredo

Texto completo:

PDF/A


Ling. disc. Universidade do Sul de Santa Catarina, Santa Catarina, ISSN 1982-4017

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.