Nabokov e Kubrick: o Acomodamento dos Narradores de Lolita em Diferentes Mídias

Renata Corbetta Tavares

Resumo


O presente artigo visa examinar, sob o ponto de vista da escola francesa da Análise do Discurso, de que maneira a presença dos narradores do romance de Vladimir Nabokov intitulado Lolita foi transposta para sua versão em roteiro cinematográfico, elaborado pelo próprio autor, e para sua versão fílmica, dirigida por Stanley Kubrick. Ao longo do trabalho, é identificada a presença do narrador em diferentes formatos de mídia, além de ser realizada uma descrição de sua caracterização nos diferentes formatos midiáticos da obra (romance, roteiro e filme). Em conclusão, é estabelecida uma análise sobre os efeitos alcançados através dos diferentes recursos narrativos utilizados no roteiro e no filme.


Palavras-chave


Narrador; Romance; Roteiro; Cinema; Lolita

Texto completo:

PDF/A


R. cient. ci. em curso, Universidade do Sul de Santa Catarina, Santa Catarina, ISSN 2317-0077