A produção de sentidos sobre a influência do cinema e da televisão em os Simpsons: O Filme

Fernanda de Freitas Pereira, José Isaías Venera

Resumo


Os Simpsons: o filme (2007) carrega o mesmo tom irônico da série televisiva de 24 temporadas. O meio ambiente e o comportamento social são os temas principais no filme, que constrói mensagens a partir de referenciais culturais comuns à sociedade estadunidense, difundidos, sobretudo, pelo cinema de Hollywood. O objetivo deste estudo foi o de investigar como a ironia, presente nas mensagens do filme, passa a funcionar a partir de sentidos já constituídos. A análise foi elaborada a partir da semiologia de Roland Barthes, na qual a mensagem funciona em dois sentidos – o denotativo e o conotativo. Com recorte voltado para a presença de sentidos sobre o próprio cinema e a televisão presentes na narrativa fílmica, buscou-se, com este estudo, evidenciar que a ironia só faz sentido no momento em que o espectador está inserido num campo de interpretação mais amplo e que tem valor ideológico.

Palavras-chave


Os Simpsons: o filme; Semiologia; Televisão; Cinema

Texto completo:

PDF/A


R. cient. ci. em curso, Universidade do Sul de Santa Catarina, Santa Catarina, ISSN 2317-0077