ESTUDO SOBRE A INDIVIDUALIDADE DA MULHER INDÍGENA NA PRODUÇÃO DE VASILHAS CERÂMICAS DA TRADIÇÃO GUARANI

Fabiane Maria Rizzardo, Jairo Henrique Rogge

Resumo


O presente trabalho analisa a decoração plástica dos fragmentos de vasilhas pertencentes à coleção cerâmica Itapiranga. Nosso objetivo é tentar identificar a individualidade da mulher indígena Guarani na confecção da cerâmica sem pintura. Buscamos prestar atenção nos gestos técnicos envolvidos na produção da cerâmica com decoração plástica, mais especificamente no corrugado e ungulado. Identificamos a presença de “padronizações” na produção do corrugado e do ungulado e, também, elementos particulares, os quais não se repetem com frequência. Acreditamos que esses elementos particulares têm potencial para evidenciar a individualidade da mulher indígena, já que podem estar relacionados tanto com o grau de experiência da oleira na arte de confeccionar a cerâmica, quanto com a sua criatividade.


Texto completo:

PDF/A


DOI: http://dx.doi.org/10.19177/memorare.v1e1201386-94

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais

Revista Memorare, Universidade do Sul de Santa Catarina, Santa Catarina, ISSN 2358-0593.

  Licença Creative Commons
Revista Memorare de Revista Memorare está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição 4.0 Internacional.