ESTUDOS HISTÓRICOS E ARQUEOLÓGICOS SOBRE A ESCRAVIDÃO NO SAÍ (SÃO FRANCISCO DO SUL, SANTA CATARINA)

Fernanda Mara Borba, Dione da Rocha Bandeira

Resumo


Esse trabalho diz respeito à escravidão ingressante, a partir do século XVII, no atual município de São Francisco do Sul (Santa Catarina), especialmente em sua porção continental, denominada Distrito do Saí. Com o intuito de compreender a dinâmica do sistema na região e seus vestígios presentes na contemporaneidade, lançou-se mão de uma pesquisa interdisciplinar envolvendo estudos históricos e arqueológicos, permitindo que diferentes fontes trouxessem informações sobre o período estudado (1658-1888). Contou-se com duas coleções arqueológicas, trabalhos historiográficos, relatos de viajantes, documentos oficiais, mapas e fotografias e depoimentos orais na formulação de um panorama social da cidade e na identificação de vestígios ligados à materialidade negra. Considerando o contexto histórico e cultural de São Francisco do Sul, tais estudos trazem novas interpretações sobre escravidão na cidade, a valorização da diversidade cultural e o reconhecimento desse patrimônio.


Texto completo:

PDF/A


DOI: http://dx.doi.org/10.19177/memorare.v1e1201395-108

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais

Revista Memorare, Universidade do Sul de Santa Catarina, Santa Catarina, ISSN 2358-0593.

  Licença Creative Commons
Revista Memorare de Revista Memorare está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição 4.0 Internacional.