Moralidade e civismo nas histórias em quadrinhos: o controle governamental

Amanda Marques de Carvalho Gondim, Thiago Vasconcelos Modenesi

Resumo


O presente artigo tem por objetivo demonstrar como eram vistas a moralidade e o civismo pelos governos militares brasileiro. Uma disciplina foi instituída como obrigatória em todos os níveis da educação formal e uma instituição foi criada para conferir controle e legitimidade aos interesses do governo quanto à educação. Desse modo, o indivíduo deveria ser formado com ideias de civismo e moralidade apresentados pelos materiais pedagógicos aprovados pelo órgão do governo. A metodologia a ser utilizada para elaboração do artigo foi a análise de Histórias em Quadrinhos (HQ). Confere-se, com isso, a importância dada pela instituição governamental às HQ como instrumento didático importante e de uso nas escolas. Conclui-se que as HQs analisadas, aprovadas e utilizadas como de caráter moral e cívico nas escolas, eram principalmente de caráter histórico, conferindo à história do Brasil uma visão eurocêntrica e positivista, ideal maior de

Palavras-chave


Histórias em Quadrinhos; Governo Militar; Educação Moral e Cívica

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.19177/memorare.v7e1202081-98

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2020 Amanda Marques de Carvalho Gondim, Thiago Vasconcelos Modenesi

Revista Memorare, Universidade do Sul de Santa Catarina, Santa Catarina, ISSN 2358-0593.

  Licença Creative Commons
Revista Memorare de Revista Memorare está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição 4.0 Internacional.